sábado, 17 de junho de 2017

Beatles no Spotify!


Novidade no Blog! Escute a nossa lista ao lado! E boa diversão! 

terça-feira, 29 de março de 2016

Descanse em paz, Marcus Rampazzo!


Num sábado qualquer nos idos de 2008, recebendo em minha casa o caro amigo Douglas Dias, conversávamos sobre um dos nossos assuntos favoritos: Classic Rock! E ouvindo Beatles, Stones, Kiss, Elvis Presley... aí surgiu o assunto sobre Marcus Rampazzo, e eu fui surpreendido pelo Doug: "Ah, mas eu conheço o Marcus do Beatles 4 Ever!" E ele me pega e liga para o amigo Ronnie Packer, um dos maiores Elvis cover do Brasil, e combina lá no meu quarto: "Ô Ronnie, vamos marcar um show Elvis-Beatles com o Rampazzo?"
E eu com os olhos atônitos vi algo incrível acontecer na minha frente: dias depois, lá no clube do Banco do Brasil em São Bernardo do Campo assistíamos eu, Doug e Wagner G. Wagner o show de Elvis (Ronnie Packer) e Beatles 4ever (com Marcus Rampazzo), show que surgiu numa conversa regada a cerveja e rock and roll lá em casa...
Daquelas coisas que a gente não esquece nunca mais!
Minha homenagem, nosso querido George Harrison brasileiro Marcus Rampazzo, descanse em paz!

quarta-feira, 9 de março de 2016

Descanse em paz, Sir George Martin!



Hoje a Beatlemania perdeu um dos seus mais ilustres membros: o produtor George Martin!
Sem palavras prá noticiar isso... Descanse em paz!






sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

After the Beatles - The British Lions Group


Um simples álbum pode nos impactar simplesmente com seu nome. Foi o que este álbum da gravadora CID do Rio de Janeiro fez comigo.
Eu não o tive, não o escutei... como pode ter me impactado tanto? FOI A SUA IDÉIA, a idéia atrás do álbum, um fictício álbum dos Beatles pós separação ocorrida em 1970. Um exercício de imaginação feito por milhões de beatlemaníacos como eu, pensando como teriam sido os anos 70 dos Fab Four caso eles não tivessem se separado, caso tivessem prosseguido trabalhando juntos como fazem até hoje os Rolling Stones. Idéia infelizmente sepultada no dia 8 de dezembro de 1980, com a morte brutal de John Lennon... Bem, se por um lado o sonho acabou a idéia persiste, e é delicioso imaginar como teriam sido os seus álbuns.
A seleção em si deste álbum da CID não é lá criteriosa, não vou criticar a desconhecida banda The British Lions Group, com toda certeza esforçados músicos e beatlemaníacos como nós, tiro por parâmetro outro álbum também da CID que eu comprei, semelhante a esse, onde outra desconhecida banda cantava e tocava alguns sucessos dos queridos rapazes de Liverpool. Pena que a gravadora não tenha tido o carinho de ao menos respeitar o trabalho dos músicos em questão e nos passar ao menos os nomes deles...
Anos depois, na "era Orkut" tive conhecimento dum outro projeto de imaginação, chamado de "Projeto The Beatles: 1970 a 1981", com vários álbuns fictícios, como se os Beatles lançassem álbuns anuais de 1970 pós Let It Be até um álbum despedida em 1981, pós morte de Lennon... O projeto é caprichado, com capaz bem boladas, apesar de em todos eles, inclusive este do "British Lions Group" se abusou em colocar mais músicas de Paul McCartney do que dos outros, talvez devida a fartura dos trabalhos de Sir Paul durante a era Wings... seja como for não é uma crítica maldosa, apenas carinhosa, o trabalho do Projeto 70 a 81 é bem interessante. Enfim, o exercício de imaginação em cima do "SE os BEATLES não tivessem se separado" é ilimitado, quase infinito..
Enfim a idéia "AFTER THE BEATLES" sempre me encantou, e é ainda com paixão que faço eu mesmo as minhas próprias seleções sob este título. Fica aqui para constar qual é a seleção da dita banda desconhecida da gravadora CID!


After the Beatles - The British Lions Group 
Gravadora CID Brasil

Lado A: 
01-Whatever gets you thru' the night (Lennon)
02-Band on the run (McCartney)
03-Jet (McCartney)
04-Give me love (Harrison)
05-Live and let die (McCartney)
06-My love (McCartney)
07-Hi hi hi (McCartney)

Lado B: 
08-Mary had a little lamb (McCartney)
09-Back off boogaloo (Starkey)
10-Bangladesh (Harrison)
11-My sweet Lord (Harrison)
12-Another day (McCartney)
13-Give peace a chance (Lennon)
14-The Ballad of John and Yoko (Lennon-McCartney)

Concluindo o assunto: apenas prá constar a Capa e Contra Capa dum álbum sul coreano que eu encontrei, de mesma idéia e mesmo nome deste álbum carioca! Prá ver que a ídéia cativa a muitos ao redor do globo...






sábado, 9 de janeiro de 2016

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Cynthia Powell (in Memorian)


Cynthia Powell (Blackpool, 10 de setembro de 1939  — Calvià, 1 de abril de 2015) ficou conhecida por ter sido a primeira mulher de John Lennon. Em virtude dessa união também ficou conhecida como ou Cynthia Lennon.
Em 1958 John Lennon conheceu Cynthia Powell na escola Liverpool College of Art. John Lennon viajava muito e sempre se comunicava com sua paixão por cartas. Em 1962, John engravidou Cynthia (de Julian Lennon), e eles casaram no mesmo ano, em 23 de agosto, para desespero de Brian Epstein, seu agente, já que um Beatle era um objeto de desejo das jovens adolescentes, e um Beatle ser casado era retirar essa possibilidade. Porém, em 1966, John conheceu a artista plástica Yoko Ono, Cynthia e John se divorciaram em 1969.
Cynthia publicou dois livros de memórias de sua vida com John, John e A twist of Lennon em que conta os momentos pessoais com o marido, relatando grande parte da vida com o artista antes da fama e logo no inicio da Beatlemania. Relatou sempre ter sofrido com a ausência de John e dizia que as drogas "abriram um abismo" entre os dois. Próxima do fim da vida, surpreendeu amigos e fãs ao confessar que, se soubesse das consequências que a paixão por Lennon acarretaria, teria "dado meia-volta e me afastado dele para sempre".
Depois do fim do casamento com Lennon, voltou a casar-se por mais três vezes e morou na Espanha, na França, no País de Gales e na Irlanda.1
Morreu em 1 de abril de 2015, em Maiorca, Espanha, após ter enfrentado uma batalha contra o câncer.

terça-feira, 25 de novembro de 2014